Faça Você Mesmo

Eu adoro autocolantes

Em miúda brincava com autocolantes, cromos e folhinhas de bloquinhos. Em adulta, os autocolantes para o planner e as washi tape.

Porém, não posso continuar a justificar a compra de autocolantes, dado o seu impacto ambiental, desde a produção ao descarte (não recicláveis).

Por isso, não perco uma oportunidade para “aproveitar” autocolantes que cheguem às minhas mãos, como estes que recortem dos adesivos que servem para colar lembretes com as datas das desparazitações.

Frugalidade também é evitar o desperdício e procurar o maior valor com o menor gasto.

Neste caso, não houve qualquer gasto (adicional) e fiz autocolantes a partir de “lixo”. Perfeito.

Tapete de silicone para a fritadeira Airfryer

Uma das minhas principais preocupações com a fritadeira sem óleo foi o meu medo dos produtos tóxicos que são utilizados para criar a superfície anti-aderente.

É por isso que a minha única frigideira é de inox.

Muito pouco tempo depois da compra, as coisas começaram a ficar coladas ao tabuleiro, por isso, comecei a usar papel de alumínio, que além de ser um incrível desperdício, não tinha os orifícios que permitem circular o ar e cozinhar de forma mais uniforme.

Sei que existem tapetes para o efeito, mas prefiro não fazer compras nessas SHEIN por aí, cheias de produtos de má qualidade e sabe-se lá com o quê.

Na falta de alternativa, decidi fazer tapetes de silicone com o tapete de silicone que tinha (se a minha memória não me falha, comprei no Lidl).

A minha maior dificuldade foi encontrar algo que escrevesse no silicone.

A primeira experiência, com peixe, foi um sucesso.

Estante nova com o lixo dos outros

Há algum tempo, deixaram duas prateleiras de vidro junto aos contentores do costume. Aliás, penso que foi do lote que tinha as Nancy.

Fui adiando a compra dos suportes, por serem tão caros. Mas esta semana decidi-me e comprei ferragens no valor de 12€ (inclui um saco de parafusos que ficam para futuros projectos).

A primeira prateleira ficou na cozinha.

Tudo isto estava no balcão da cozinha, a ocupar precioso espaço.

Agora falta decidir onde vou colocar a segunda prateleira. Tem a profundidade perfeita para os meus livros de bolso. 🙂

Advento da Poupança: reparar e remendar para poupar

Em remendos e reparações, acredito que já poupei milhares de euros, para mim e para os meus.

Depois de começar, perdi o medo e não faltou quem me desse dicas e vídeos no YouTube para me mostrar que afinal não é um bicho de sete cabeças.

Hoje reparei uma tomada de um candeeiro.

Não necessitei mais que umas ferramentas e uma ficha que comprei no supermercado, por 2,19€.

No blog tenho imensos projectos DIY de que me orgulho bastante.

Como no dia que fiz o meu candeeiro com uma garrafa térmica, ou poupei dezenas de euros com a deslocação de um canalizador, só com a mudança de borrachas de um lavatório e bidé, quando poupei dezenas de euros ao limpar o interior do meu portátil, refiz um pano do guarda-sol na casa da mamã, repararei o meu termoventilador e dois aquecedores a óleo.

E nem vou falar dos meus projetos de costuras e bricolagens relacionadas.

Candeeiro DIY com garrafa térmica

Alternativa caseira a chapa de identificação para animais

IMG_20220517_154306_142.jpg

A partir do momento que o meu gato começou a aceder ao exterior, coloquei-lhe uma coleira com o meu número de telemóvel. Inicialmente comecei por escrever o número na coleira, mas com o tempo, ia desaparecendo.

 

Eu sei que ele tem chip, mas se acontecer algo, acham que vão levar o gato à veterinária para saber se tem chip? Muito improvável. Mas quase todas/os têm um telemóvel à mão.

 

Eu uso uma coleira com fecho de segurança (abre quando puxado), porque não quero que ele fique preso em arbustos, ou pior, estrangulado. Mas isso quer dizer que já vou na terceira (apesar da nº 2 ter reaparecido no quintal). 

 

Tenho comprado na Casa, por 1.50 €, mas as chapas pet são caras, além de ser um custo que teria de repetir quando ele a perdesse.

 

Por isso, decidi bordar o número de telemóvel num pouco de tecido que dobrei à volta da coleira e fixei com um pequeno ponto.

 

Ficou muito melhor do que pensei inicialmente e poupo o gatinho de um penduricalho (eu já vos contei do meu ódio de estimação a guizos no pescoço de gatos?).

 

https://descontos.blogs.sapo.pt/4528248.html