O preço do peixe está pela hora da morte

Tomara eu vender o meu peixe a metade do preço a que ele aparece nas bancas dos hipermercados, ou da praça.

Capturar.PNG

FFMS

O pescador cuja profissão é de risco, com grande exigência física e de horários, está no fim da escala do lucro obtido com a comercialização do pescado fresco. Após a integração de Portugal na Política Comum das Pescas, deixou de existir um sistema que fixe as margens máximas de intermediação ao longo da cadeia. Assim, a margem de lucro dos intermediários, desde a saída do barco e a venda em lota até à mão do consumidor final, chega a atingir os 600%.

 

“A companha gosta de salmonete, tamboril, peixe bom, de qualidade. Mas eu é raro dar-lhes.” As pessoas de terra deviam saber que a vida no mar “é uma vida amargurada”.

 

https://descontos.blogs.sapo.pt/3669320.html

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *