10 hábitos de poupança para o Dia Mundial da Poupança

Eu estou uma adepta incondicional da marmita. Com efeito, considero-a uma das minhas maiores aliadas na poupança. Gastava cerca de €10-€15/dia em almoços, pequenos-almoços e lanches. E nem estou a incluir a medicação resultante de não poupar o estômago. 

A marmita não tem se ser apenas o almoço, mas todos os consumos que nos levam a procurar a restauração: o café, o bolinho, a fruta…

Em especial no tempo frio, o que me fazia ir ao café cerca de duas vezes por dia (e acabava por comer as torradas, bolos, etc.) era o meu desejo incontrolável por café com leite quentinho.

Eu adoro café com leite. A partir do momento que decidi investir numa garrafa térmica para o levar de casa, os meus hábitos modificaram-se consideravelmente e francamente, nada me sabia melhor do que beber café com leite sem ter de atravessar a rua, sob uma chuva torrencial.

 

Agora, em tempos covid, é a minha única opção.

 

Mas investir em marmitas não significa andar a comprar os utensílios da moda.

Os meus talheres são os mesmos que uso em casa, embrulhados num guardanapo e as caixas de alimentos, são as mesmas que utilizo em casa, para o frigorífico ou para o congelador.

 

Acção:

Pensar quais os momentos em que recorre à restauração e porquê e procurar alternativas para uma marmita saborosa.

 

https://descontos.blogs.sapo.pt/3905743.html

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *