A crise, uma palavra gasta

É quase um cliché, esta coisa de fazer reflexões de fim de ano. Mas este final de ano coincide com um ano do blog e o balanço impõe-se. Julgo que muitas/os de vós partilham a mesma conclusão: foi um ano difícil. No meu caso, foi um ano difícil, mas poderia ter sido pior.

 

Para mim, foi um ano de aprendizagem e de sucessos pessoais. Considero este blog o ponto alto de todo o meu ano, pelo que aprendi e pelo que atingi em termos de objectivos.

 

Com efeito, sou a orgulhosa proprietária de um cartão de crédito com zero de crédito a pagar. O segundo cartão de crédito foi eliminado. O crédito pessoal é menor que o meu fundo de emergência e pouco mais que uma mensalidade do meu salário. Optei por pagar pontualmente o crédito em vez de o liquidar com as poupanças. Se bem se recordam, o meu soalho está a gritar por socorro e este inverno (que mal começou) já evidenciou que o telhado já não sobrevive mais um ano. Por isso, todas as poupanças serão alocadas a essas grandes despesas.

 

Tem igualmente sido a minha prioridade nº1 eliminar toda e qualquer dívida pessoal que possa constituir uma responsabilidade acrescida numa situação de desemprego.

 

Por isso, quando poupo, faço-o intencionalmente. Claro está que me encontro numa situação privilegiada em relação a muitas família, sei-o bem.

 

E a minha pergunta fica: depois de um ano a aprender a comprar melhor, conseguiram poupar? 

 

https://descontos.blogs.sapo.pt/496344.html

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *