Semana em revista

Desperdício alimentar

Esta semana deitei ao lixo 1 ovo e uma laranja.

O ovo vinha partido na caixa e eu tive medo de o comer. Já a laranja foi desatenção e fez-me logo pensar nas entrevista de  Iva Pires à revista Visão:

Dou muitas vezes este exemplo: se cada uma das 4 milhões de famílias existentes em Portugal deitar para o lixo uma laranja por semana, isso significa 16 800 toneladas de desperdício anuais e 25 mil euros que vão fora.

 

Compras

Comprei os iogurtes para o reembolso Activia.

Esqueci-me que tinha um cupão do cartão CNT para legumes cortados. Por isso, utilizei a função de “recuperar cupões” na app do CNT para descontar €0.25 num saco de caldo verde. Consideravelmente menos que a Ariana.

Com a minha mãe, aproveitei a promoção de 20% de desconto no Minipreço e, juntando as nossas compras das duas, atingimos os €25 mínimos.

Não fui buscar o meu cabaz de fruta feia, esta semana, para acabar de gastar o que tenho.

 

Usado é bom

Numa loja solidária, por €2,00 trouxe:

1 carteira nova para mim, que está como nova (a que recuperei do “lixo”, não resistiu ao peso dos livros e andava a adiar costurar uma nova)

1 retalho de flanela (dará para pijamas para mim)

1 saquinho de pão (bordado à mão)

1 calças de fato de treino (brancas para as limpezas com lixívia)

 

As lojas solidárias estão a abarrotar, como já calculava. Há de tudo… até patins em linha.

 

Por falar em usados, esta semana concluí um puzzle que me custou apenas €1.00.

IMG_20200130_211044_431.jpg

 

Séries grátis

1.jpg

Actualmente, é raro ver televisão/filmes, mas descobri a série Patrick Melrose completa no RTPPlay e vi-a no sábado à noite. Adorei.

Esta semana quero ver (finalmente) o Amor.

Capturar.JPG

Ler o que tenho

Apesar de ter comprado 4 livros este mês, só gastei €3 com eles.

Mas portei-me muito bem e, em Janeiro, li ou concluí a leitura de 11 livros das minhas estantes.

 

Pequenos prazeres

Adoro ver os vídeos de puzzles do mágico Chris Ramzay.

A data de hoje (02/02/2020) é tão rara, que é única, no nosso século*, se apenas utilizarmos um número com o zero.

Hoje, consegue-se ler a mesma data, mesmo leiam da esquerda para a direita (palíndromo).

 

Outras leituras

Consumo Consciente: Caça ao Frigorífico

 

* Os dedos não acompanharam a mente e escrevi menos do que desejava, induzindo em erro e associando a primeira frase à segunda. Há mais palíndromos neste século.

Agradeço imenso a correcção. Peço que me alertem sempre que detectarem um erro, uma imprecisão ou mero lapsus teclandi. É uma grande ajuda para mim e um conforto saber que não me deixam errar.

 

https://descontos.blogs.sapo.pt/3711390.html

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *