Poupança: usar o que se tem e funcionalidade acima da estética

Podem pensar que apenas fico com as coisas “melhores” do que encontro. Mas isso não é inteiramente verdade.

Eu fico apenas com aquilo a que darei utilidade. E frequentemente dou utilidade aos objectos que não serão “doáveis”.

IMG_20210419_110447_961.jpg

Por exemplo:

  • uma bacia plástica, que usarei para as cascas, durante a preparação de alimentos, que depois vão para compostagem,
  • um pires sem chávena (eu uso sempre um pires para o pão do pequeno almoço… migalhas),
  • e um copo de café.

 

E se pensam que compro novas chávenas, só porque se parte uma asa…

IMG_20210419_111221_197.jpg

Eu não precisava do pires e do copo, mas sei que entregar numa loja solidária é sobrecarregar o espaço com algo inútil para venda e que provavelmente acabará no lixo.

Por isso, parece-me que a acção mais sustentável será dar-lhes uso, enquanto puder.

 

Já a bacia, estava mesmo a precisar de uma maior do que a que tenho utilizado. Yeah!

 

https://descontos.blogs.sapo.pt/4067941.html

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *