Para falar de retoma da economia, precisamos de falar de casas de banho

franck-v-d6LzDABxP6I-unsplash.jpg

 

Lia um cabeçalho numa revista – A restauração terá que ser muito criativa para vencer a crise.

 

Como consumidora, eu sei o que me fará voltar à restauração: sentimento de segurança e casas de banho a funcionar.

 

Sim, pode soar absurdo, mas é nisso que tenho pensado, quando penso em retomar a vida no exterior da minha casa. Eu nem posso considerar um passeio longo com a minha mãe, que inclua refeições, se não tiver estabelecimentos com casas de banho a funcionar. Não é óbvio?

 

Até poderia fazer um piquenique, mas como fazer uma viagem longa, sem acesso a casas de banho públicas?

 

O que temo (antecipo) é que os estabelecimentos de rua vão fechar as casas de banho (com os célebres cartazes de avaria), por não conseguirem fazer limpezas frequentes.

E sabem quem vai ter (capacidade para) equipas de limpeza? Os centros comerciais.

 

Por isso, não me imagino a retomar as viagens de lazer no futuro.

 

Podem fazer inúmeros cartazes e vídeos com paisagens paradisíacas (como as que encontro no meu querido Pinhão), mas nada me levará a uma viagem, sem a segurança de encontrar casas de banho funcionais.

 

Sabes o que é? É uma m****.

 

https://descontos.blogs.sapo.pt/3752930.html

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *