Calçado usado: a última barreira psicológica

Não tenho qualquer problema em usar roupa usada-nova-para-mim. Lava-se e está tão limpa como se a tivesse usado eu.

 

Porém, eu tenho medo de calçado usado por causa daqueles anúncios de fungos das unhas. Não riam. A sério.

Estes pés nunca entraram num ginásio ou sequer numa piscina que, no meu imaginário é onde se apanham esses fungos (qualquer coincidência com a realidade poderá ser isso mesmo, uma coincidência). 

 

Em toda a minha vida, não me recordo de ter alguma vez usado calçado usado (eu sempre fui a criança mais velha da família).

Há alguns anos decidi ficar com umas sapatilhas, numa troca (actualmente, as minhas sapatilhas preferidas) e hoje, pela primeira vez na minha vida, comprei umas sapatilhas pelo OLX.

 

Este mês tive de deitar fora duas sapatilhas de pano, irremediavelmente danificadas. Tenho mais dois pares a dar as últimas, a rachar todos na sola. Por isso, decidi comprar sapatilhas usadas, para diminuir o meu impacto ambiental.

 

Comprei umas GEOX por €15 e quando meti o meu pezinho lá dentro para confirmar o tamanho, parecia uma nuvem*.

 

Eu sempre quis experimentar umas Geox, mas €100 por um par de calçado, só se vier com asas para atravessar o Douro e evitar as filas de trânsito.

 

Estou muito satisfeita com a compra. Aliás, actualmente começo por procurar usado e só se não conseguir, é que compro novo. Poupança e sustentabilidade como aliados.

 

* Este post não é patrocinado pela GEOX, embora esteja perfeitamente disponível para tal. Podem pagar-me em sapatilhas. 🙂
Descobri algumas reclamações no Portal Queixa, referindo quedas que atribuiam à pouca aderência do calçado GEOX ao piso molhado. Desejem-me sorte.

 

https://descontos.blogs.sapo.pt/3643313.html

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *