A moda das plantas em casa

prudence-earl-NwBx723XaHw-unsplash.jpg

Foto de  Prudence EarlUnsplash

 

As plantas parece ser um novo objecto da moda. Primeiro eram as suculentas e agora parece que está toda a gente perdida de amores por plantas grandes e trepadeiras. 

É o tipo de “moda” que espero que se propague e dê muitos frutos.

 

Eu, que sou uma pessoa que gosta de ver, mas não tem jeito nenhum para manter plantas, aproveito para partilhar algumas dicas para que este não se torne mais uma despesa:

 

1.

Informação

Antes de investirem o vosso tempo e dinheiro em plantas/vasos/terra, informem-se sobre as plantas que pretendem manter. Não há apenas plantas de exterior e interior. Há plantas com necessidades muito específicas em termos de rega, luminosidade e até de tratamento de pragas.

 

Dou-vos um exemplo. De forma muito inocente decidi comprar uma “estrela de natal” para a minha mãe. 

Depois de uma pesquisa na internet, descobri que vai perder a folha, tem de ser podada e para voltar a dar folha/flor precisa de estar 12-14 horas por dia tapadas, a partir de Setembro.

ISTO é investimento pessoal e é o resultado de comprar uma planta que não é endógena de Portugal.

 

Por isso, recomendo que antes de adoptarem/comprarem uma planta, se informem sobre o que ela precisará durante todo o ano.

 

 

2.

Juntem-se à tribo

Há imensas pessoas (mamãs e papás de plantas) que partilham informações úteis e dicas. Aproveitem. São pessoas que vão partilhando os cuidados do dia-a-dia e consoante as estações. Por isso e apenas por isso, recomendo que privilegiem seguir pessoas de Portugal ou com condições atmosféricas semelhantes às nossas.

 

3.

Não comprem, adoptem

Já me apercebi que há IMENSAS pessoas a partilhar mudas de plantas. Há sempre amigos, primos ou afins que têm plantas a partilhar.

Se não conhecerem ninguém, peçam plantas nos grupos de doações do FB.

 

4.

Comprar com cuidado

Há plantas que, por muito bonitas que possam parecer no jardim, podem transformar-se em pragas para o meio ambiente circundante.

Pensem nos jacintos aquáticos ou na Xylella fastidiosa que está associada a várias plantas ornamentais.

 

5.

Reutilizar

Tentem reutilizar embalagens de forma a evitar comprar vasos que podem depois tornar-se inúteis. Mais uma vez, há espaço para encontrar doações de vasos em grupos de FB.

Ideias para bricolage, não faltam.

 

Os passatempos têm sempre o potencial de se tornarem um sorvedouro de tempo e de dinheiro, mas com algum equilíbrio, podem também tornar-se uma inesgotável fonte de prazer.

 

https://descontos.blogs.sapo.pt/3942057.html

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *